A história do Google - Facebook - WhatsApp

Três empresas milionárias criadas por acaso e como você pode fazer o mesmo!

A história do Google - Facebook - WhatsApp
Toda solução inovadora carece de uma dor a ser sanada e de um ser humano destemido para operacionalizá-la.


Planejamento e Atitude

Se você, em algum momento da vida, já teve a feliz oportunidade de fazer sessões de terapia com um psicólogo já deve saber de cor que uma das formas mais eficazes de gerar uma solução/ perder o medo de algo é enfrentar. E esta frase, por mais que pareça um simples bordão, não é! 

Freud já explicava que ao enfrentarmos situações que nos limitam, criamos estímulos cerebrais que, se praticados com certa periodicidade, tendem a se tornar um hábito, e logo o que antes nos impedia de dar um passo adiante, deixa de nos bloquear – e esse argumento da psicanálise cabe tanto para as coisas boas como para as não boas.

Arriscamos em dizer que, todo ser humano com mais de vinte e cinco anos já teve ao menos uma ideia de negócio, e com a mesma firmeza arriscamos mensurar que menos de 5% do total de ex-futuros empreendedores de fato enfrentaram seus limites e deram formas aos seus impérios empresariais. 

Pouco, né? Mas é justamente desta turma dos 5% que queremos falar, por isso elencamos as três empresas milionárias que foram criadas sem intenção de assim serem e que hoje faturam bilhões de dólares – e assim te motivar a arregaçar as mangas e startar o seu projeto!

 

Cinco empresas milionárias e seus acasos

 

1- A história do Facebook

Aos 19 anos, o norte-americano Mark Elliot Zuckberg, um programador e  estudante de Psicologia e Ciência da Computação, em Harvard, decidiu criar uma rede social para acesso dos alunos daquela universidade. O site, que inicialmente chamava-se “TheFacebook” (assim mesmo, tudo junto), tinha a imagem do ator Al Pacino no cabeçalho e a simples intenção de gerar interação entre os alunos, a partir de perfis próprios e murais de fotos individuais criados pelos mesmos. O TheFacebook foi um sucesso harvardiano e logo Zuckberg expandiu o acesso ao site a alunos das universidades Stanford, Columbia e Yale. Pouco tempo depois foi a vez dos estudantes de ensino médio, nos Estados Unidos, terem acesso à rede social. Percebendo a potencial rede que havia criado, Zuckeberg deu um passo adiante e permitiu que colegas de trabalho dos usuários também fossem adicionados à rede – e nesta onda de “conexões”, o TheFacebook transformou-se em Facebook (hoje uma empresa do grupo Meta, do próprio Zuckeberg, criada em 2021). Somente no terceiro trimestre de 2021 a Meta já faturou cerca de U$29 bilhões e detém (junto ao Instagram e WhatsApp – ambas adquiridas pela Meta) cerca de 2,81 bilhões de usuários, segundo o último balanço  realizado em outubro de 2021.

2 – A história do Google

Os norte-americanos, recém-formados em ciência da computação, Larry Page (22) e Sergey Brin (21), se conheceram na universidade de Stanford onde ambos cursavam um dos programas de doutorado da instituição. Os fundadores da Google Inc., que inicialmente era chamada de “BackRub“, nomeiam-se, como mostrado no próprio site da instituição, como “almas gêmeas tecnológicas” e contam que durante a construção da tese defesa construída conjuntamente e que deu origem ao Google, ambos divergiam MUITO em opiniões. A tese defendia o tema “The Anatomy of a Large-Scale Hypertextual Web Search Engine” (“A anatomia de um mecanismo de pesquisa da Web hipertextual em grande escala”, em tradução livre) e o resultado foi a criação do BackRub, um buscador online que operava com algoritmos pré-estabelecidos e que, de acordo com a pesquisa realizada, catalogava o resultado rankeando sites que se relacionavam com os termos pesquisados. Para definir a posição dos sites no ranking, a dupla desenvolveu um algoritmo nomeado como PageRank (que inicialmente considerava a aparição da palavra-chave e o número de páginas dos sites, para as melhores posições na busca orgânica). A BackRub, pouco tempo após a defesa da tese, mudou o nome para Google (uma referência a “googol” que significa “1 seguido de cem números 0” em linguagem computacional). A Google Inc. foi efetivamente criada em 2008 e funcionava dentro da garagem da amiga dos fundadores, a senhorita Susan Wojcicki (atual CEO do YouTube). Somente no terceiro trimestre de 2021 a Alphabet, que controla as empresas e produtos Google, anunciou o faturamento de U$65 bilhões. A Google Inc. (que compreende não somente o buscador Google, mas também o Android, YouTube e diversas plataformas de mídia paga, gestão de performance e computação) informou em maio de 2021, que existem atualmente no mundo 3 bilhões de usuários, somente do sistema Android.

3 – A história do WhatsApp

O aplicativo WhatsApp (adquirido em 2014 pela Meta – de Zuckeberg), foi criado por Jam Koun, um engenheiro de infraestrutura, ucraniano, que trabalhou por nove anos no que ele chama de “trabalho depressivo” (risos), ou seja na área de anúncios do Yahoo – empresa da qual se desligou. Em 2009, irritado com a proibição de receber e fazer ligações dentro da academia que frequentava, somado ao seu frequente esquecimento da senha do Skype, Jam decidiu desenvolver um aplicativo de mensagens instantâneas sem anúncios (que, segundo Koun, tal decisão teve como base o seu tempo de experiência no Yahoo). O WhatsApp ainda não havia se popularizado quando seu fundador chamou Octon para ser seu sócio – ambos haviam concorrido a vagas para trabalhar na, até então, Facebook, mas não foram aprovados. Em 2014 o Facebook adquiriu o WhatsApp pela bagatela de U$16 bilhões de dólares e o aplicativo, em 2021, já contabiliza mais de 2 bilhões de usuários, em 180 países.

 

O que as histórias do Facebook, Google e WhatsApp têm em comum?

 

Além do fato de liderarem o ranking mundial de aplicativos mais utilizados, as histórias destes três fenômenos têm mais dois pontos em comum: 

1# – A atitude de pessoas que tiveram ideias para solucionar problemas/ atender necessidades existentes, e as executaram – sem postergar. Nenhuma destas três empresas foi concebida sob o propósito de grandeza, muito pelo contrário, são frutos de trabalho acadêmico, diversão no campus da faculdade e indignação com as proibições em uma academia de ginástica;

2# – As três empresas iniciaram suas atividades com conceitos simples de gestão de dados – ainda que com pouco ou sem nenhum dinheiro para investir. O sucesso dos aplicativos que hoje enfeitam as telinhas dos nossos telefones depende imensamente de sistemas de gerenciamento e gestão de dados, que operam por trás do layout visto pelos usuários finais – sistemas como os nossos aqui da Rizer (com planos a partir de R$79,00 – para te incentivar a empreender).

 

Crie você mesmo seu próprio sistema de gestão 

 

Nós da Rizer acreditamos que a Tecnologia e a Inteligência Artificial devem operar como parceiras de todo o empreendedor. E ser parceiro é: ajudar com o que o outro lado nem sempre domina, oferecer preços justos, viabilizar o crescimento e, principalmente, não oferecer menos do que os softwares de gestão que custam milhares de dólares oferecem.

Por isso na nossa plataforma você pode criar um projeto completo e 100% do seu jeito, mesmo sem nunca ter construído um. Caso prefira, nosso time também poderá desenvolver a aplicação ideal para você ou para a sua empresa. Clique no botão abaixo e comece a criar agora o seu sistema de gestão empresarial personalizadoa gente te dá 7 dias grátis para você testar 😉 

Bons insights por aí e conte com a gente

Dê um Rizer!

Deixe um comentário