Gestão de Conteúdo

Marketing de Conteúdo de A à Z: o guia definitivo de boas práticas

Gestão de Conteúdo
O Marketing de Conteúdo não é apenas uma metodologia a ser aplicada em suas operações. NÃO! O poderoso content marketing é um pilar estrutural de máxima relevância para o desempenho das suas campanhas – e medir o desempenho de ações deste tipo é o que separa departamentos engessados de departamentos estratégicos.

O que é e para que serve o Marketing de Conteúdo?

 

Marketing de conteúdo é uma metodologia estratégica que unifica ações de marketing e comunicação em prol da atração de leads potenciais, através da criação de conteúdos (artigos, vídeos, ebooks, lives e posts em redes sociais) relevantes e valiosos.

Muito mais que SEO, as estratégias de marketing de conteúdo devem se valer da entrega de valor inestimável em termos de informação, e é (sem dúvidas) um dos principais fatores de rankeamento orgânico no cenário de Marketing Digital – além de queridinho do inbound marketing, né? 

 

Como e quando aplicar estratégias de marketing de conteúdo?

 

As estratégias de marketing de conteúdo cabem e devem ser aplicadas a todas as etapas do funil de conversão de leads, este representado pela imagem abaixo com suas respectivas etapas:

Funil de conversão de marketing

 

Na fase de aquisição concentram-se as estratégias de marketing e comunicação com foco em conscientizar o target acerca da existência e intenção da sua marca – e a produção de conteúdos do tipo topo de funil, ou seja, que busquem levar respostas iniciais às dores dos leads, é fundamental.

Já na fase de ativação, o objetivo é o de cativar a audiência atraída para o seu conteúdo, e neste momento o investimento em mídias programáticas com foco em remarketing, assim como a configuração de uma régua de marketing assertiva (aliás, escrevemos um artigo pra lá de legal sobre régua de automação de marketing, vale a leitura), são dicas preciosas!

Se o lead chegou à etapa de retenção, isso significa que ele se qualifica como potencial (seja para compra, seja como disseminador ou como interessado no consumo de seu material educativo), portanto, estratégias de marketing que visem a integração omnichannel (multi-canal) são muito efetivas para a ocasião – convidar o lead que interage com o artigo do seu blog, para conhecer o seu canal do YouTube, por exemplo, é bem legal!

A tão esperada fase de venda é a queridinha dos CEOs (rs), e também fundamenta-se na importância da comunicação para com o lead, que, neste caso, já se encontra no fundo do funil. Para esta etapa, ações focadas em UX (user experience), inserção de conteúdos ao longo da jornada de compra e até mesmo e-mails transacionais com foco em recuperação de carrinho, precisam ser construídos com foco em leveza (para não ser chato a ponto de fazer o lead desistir da compra) e em conversão.

Quando o lead realiza uma compra, o mesmo é promovido a cliente, e as ações de conteúdo devem permanecer! Portanto, para a etapa de indicação o ideal é que existam conteúdos educativos, que otimizem a experiência do cliente – tais como: dicas de uso, indicação de produtos complementares, pesquisas de satisfação e upgrades acerca do produto/solução adquirida anteriormente. Um cliente bem cuidado vale por dois (três, quatrocentos…).

 

O que é e como aplicar o funil de comunicação na sua estratégia de marketing de conteúdo?

 

A metodologia de inbound marketing (ou seja, de atrair o lead através da produção de conteúdos relevantes), compreende estratégias de marketing de conteúdo – como se pressupõe.

Com foco em conversão, a produção de conteúdo para inbound marketing também possui seu próprio funil multi-etapas, e existem regras acerca das temáticas escolhidas para cada uma dessas fases, conforme demonstrado no fluxograma a seguir:

Inbound Marketing etapas do funil
Imagem extraída do blog da Rockcontent – especialistas em marketing de conteúdo (vale acompanhar)

 

Para ilustrar tal ensinamento, imaginemos que estamos a aplicar estratégias de marketing de conteúdo para uma loja de colchões.

As sugestões de temas para produção de conteúdo, citadas a seguir, baseiam-se nas metodologias de funil de vendas e processo de inbound marketing, citados acima. São estas:

 

Aquisição e Atrair:  por quê acordo todo dia às três da manhã?

Ativação e Converter: quais são os estágios do sono e como otimizá-los?

Retenção e Converter: colchões ortopédicos auxiliam na circulação e pressão sanguínea

Venda e Vender: Os cinco benefícios dos colchões da Super Colchões (mais um cupom de desconto pra não perder o sono).

Indicação e encantar: sabia que a cada 100 avaliações recebidas no Google, a Super Colchões doa 1 um colchão para uma ONG? Contribua com a nossa causa!

 

Como criar o seu próprio sistema de gestão de conteúdo (CMS)?

 

O CMS (Content Management System) é um sistema/ módulo de um sistema de gestão, que permite registro, controle, agendamento de publicação e acompanhamento de desempenho de conteúdos criados para sites, redes sociais e arquivos digitais.

Você pode adquirir um CMS a parte, ou então incorporar um módulo de CMS ao seu sistema de gestão integrado e unificar os dados de toda a operação (de captação à pós-venda).

Nós da Rizer acreditamos que a Tecnologia e a Inteligência Artificial devem operar como parceiras de todo o empreendedor. E ser parceiro é: ajudar com o que o outro lado nem sempre domina, oferecer preços justos, viabilizar o crescimento e, principalmente, não oferecer menos do que os softwares de gestão de conteúdo, precificados em dólares, oferecem.

Por isso na nossa plataforma você pode criar um sistema de gestão de conteúdo (CMS) completo e 100% do seu jeito, mesmo sem nunca ter construído um. Caso prefira, nosso time também poderá desenvolver a aplicação ideal para você ou para a sua empresa. Clique no link a seguir e agende uma consultoria gratuita com os nossos especialistas!

 

Boas ideias por aí e conte com a gente (:

 

Dê um Rizer!

Deixe um comentário