pessoas mexendo em dados exibidos numa tela

Cultura Data-driven: entenda o que é e como aplicar na sua empresa

O que é Data-driven?

Data-driven quer dizer “orientado por dados”. Assim, uma empresa que possui a cultura de tomar decisões baseadas em dados, usa continuamente ferramentas tecnológicas capazes de facilitarem a tomada de decisões mais estratégicas. O que está acabando com o modelo tradicional de tomada de decisões baseadas em “intuição e achismo”.

Empresas data-driven são aquelas que planejam, executam e gerenciam baseadas em dados concretos extraídos de plataformas como Analytics, por exemplo. É a tecnologia, mais uma vez, ajudando as empresas a terem um diferencial competitivo.

Mas não basta extrair e ter os dados da empresa, é preciso analisar e entender como aquela informação afeta a sua empresa e o que fazer com a informação recebida.

E por que a minha empresa deveria ter essa cultura?

Lembre-se que estando baseado em dados concretos, torna-se muito mais seguro tomar decisões com dados concretos e possíveis de serem previstos, diferente de quando apenas há uma decisão baseada no feeling de alguém sobre determinado assunto da empresa.

O que, se formos pensar bem, é até mais fácil trabalhar baseando-se em dados, afinal a coleta desses dados é feita de forma automática pela inteligência artificial e podem vir de sistema ERP, CRM, sistemas de vendas e marketing, mídias sociais, dados de mercado e consultorias, etc., então o que você vai precisar fazer é apenas analisar e criar a melhor estratégia para seguir.

E ainda tem mais vantagens seguir essa cultura:

  • eficiência e agilidade para tomar decisões;
  • previsões assertivas;
  • redução de custos;
  • desenvolvimento de produtos e serviços melhores;
  • reações rápidas às mudanças;
  • possibilidade de traçar estratégias certeiras.

Ainda há muita dificuldade para uso dos dados

Mesmo com tantas vantagens, ainda há dados alarmantes sobre a maturidade das empresas em relação ao uso de dados:

  • apenas 3% dos dados coletados são usados para alguma coisa;
  • os profissionais gastam 37% do tempo procurando os dados que precisam;
  • e depois gastam mais 23% do tempo analisando os dados encontrados.

Claramente não adianta usar plataformas ultra complexas para gerir os seus dados se as pessoas que precisam da informação não sabem como encontrá-las ou entendê-las. Por isso procure sempre criar dashboards que todos possam acessar e que seja de fácil entendimento, facilitando e agilizando o trabalho dos gestores que rapidamente conseguirão acessar relatórios e dados que precisam. 

Também vale investir em capacitação para os funcionários que nunca tiveram nenhum tipo de contato com as plataformas de dados.

Como tornar a minha empresa orientada para dados?

Baseado no que já lemos anteriormente neste artigo, vimos que não é impossível implementar a cultura data-driven na sua empresa. Ainda assim, vale destacar algumas dicas:

  • defina as metas e as acompanhe;
  • use os dados diariamente;
  • use os dados para planejar e tomar decisões;
  • invista na coleta de dados;
  • treine sua equipe para saber interpretar os dados obtidos.

Ter dados reais e confiáveis sobre a sua empresa pode fazer toda a diferença diante da concorrência, já que você vai saber exatamente como reduzir custos, onde investir mais e o que deve fazer de novo considerando o feedback do seu público alvo.

Deixe uma resposta