Como criar um aplicativo com pouco investimento?

Como criar um aplicativo investindo R$350,00 por mês?

Como desencolver um aplicativo com baixo investimento?
No reino dos aplicativos investir em ideias inovadoras é o caminho (e não custa tão caro quanto dizem)

Dê o primeiro passo rumo ao desenvolvimento do seu aplicativo

Primeiramente, não se assuste frente ao desafio. De antemão nós da  Rizer queremos te tranquilizar explicando que dar os primeiros passos para o desenvolvimento de um aplicativo de sucesso carece muito mais de tempo e dedicação, do que de investimento em si. 

E para te ajudar neste pontapé inicial, elencamos abaixo um roteiro básico e poderoso, rumo a missão “seu app na Play Store”. Embarque nessa com a gente:

  1. Planeje a ideia do seu aplicativo “tim tim por tim tim” (Formalize os objetivos do seu aplicativo, as entrega de valor, os custos fixos e custos variáveis que você terá, fatores legais e tempo de dedicação que você despenderá para a efetivação deste seu desejo); 
  2. Agora, esclareça quais são os públicos que serão impactados no seu processo e como estes interagirão entre si. No caso do Zé Delivery, como exemplo, percebemos que existe um ecossistema operante que inclui os públicos: cliente, e-commerce/App, distribuidores e entregadores. – Determine quais são os seus e como as ações individuais impactam no todo; 
  3. Lápis, papel e borracha na mão? Então vamos resenhar a operação (tecnicamente você pode chamar este seu desenho de Fluxograma de Processos).  Faça perguntas a si mesmo durante esta ação, estas que te ajudarão a compor todas as etapas da sua operação. Exemplo de Fluxograma para um aplicativo de acesso aos alunos de uma escola de gastronomia: Passo 1: o aluno cria o seu usuário no App (quais tipos de cadastros serão permitidos? Via e-mail + senha? CPF + senha? Haverá um campo para recuperação de dados de login?.) > Passo 2: Uma vez logado, o aluno é direcionado para a página “Menu” do app, onde poderá escolher entre os submenus “Dados do Aluno”, “Notas”, “Materiais de Reforço”, “Eventos Online” e “Fale Conosco” > Ao optar por “Dados do Aluno” a ficha de cadastro do aluno será exposta na tela (ou seja, precisamos ter uma base de dados bonitinha, para conectarmos tais informações à esta página. A base de dados está organizada e padronizada?), e assim por diante até que todas as possibilidades de ação dentro do seu app estejam contempladas no seu desenho.

Observação: assim que você criar o fluxograma principal da operação, perceberá que será necessário criar fluxos independentes e que se relacionam entre si (um para entender como funcionará a contabilidade do seu negócio, outro sobre as operações de Marketing, outro sobre logística e por aí vai) – e perceberá ainda que, em dado momento, um fluxo se encontrará com outro. Monte o seu painel físico- a visualização das etapas ajuda MUITO na concepção de projetos!

Dica preciosa: não se preocupe em criar o fluxo perfeito, regado de detalhes, já nesta fase inicial. Foque em desenhar o essencial e permita-se revisar o seu fluxo operacional periodicamente (com foco em melhoria) – do contrário, esta etapa se tornará cansativa (e é justamente por isso que a maioria dos grandes ex-futuros empreendedores desistem de seguir em frente). Recomendamos o uso de Post-its!

Quando estudamos a base histórica da concepção de super aplicativos brasileiros nos deparamos com histórias como a do Zé Delivery, que nasceu durante uma conversa de bar. E isso por si já é um excelente argumento para você apostar na digitalização da sua empresa e investir na criação de aplicativos mobile. Neste artigo vamos te ensinar como dar os primeiros passos sem precisar gastar muito dim dim.

4. Ao desenhar os seus fluxogramas, você terá mapas do tesouro em suas mãos. Logo, será hora de investir em aquisições para que o seu projeto saia do zero – e caso você não tenha o mesmo poder de investimento da AMBEV para o Zé Delivery, don’t worry! Aí embaixo nós elencamos passos importantes para este ideal, e deixamos indicações de plataformas online boas, baratas e eficientes para você montar o projeto do seu e-commerce/app sem gastar muita platica. Veja só:

    • Crie você mesmo a sua loja/ App online: há inúmeras empresas que oferecem a possibilidade de personalização de sites pré-moldados, em plataformas super simples de operar – ou seja, que não exigem que você seja web designer ou um programador para criar um site legal de verdade. Destacamos aqui os e-commerces da Wix e as lojas online para Instagram/Facebook/Mercado Livre da Bagy, ambas que oferecem planos mensais entre R$29,90 a R$69,90.
    • Crie você mesmo o seu próprio sistema de gestão de dados, de gestão de clientes e gestão de processos: aqui na Rizer você mesmo pode construir o seu sistema de gestão personalizado, além de automatizar e unificar toda a coleta e comunicação de dados do seu negócio. Mesmo que você seja formado em gastronomia e não entenda “nadinha de nada” sobre construção de Sistemas de Gestão, não esquente! As soluções da Rizer foram pensadas para empreendedores e profissionais com pouco ou nenhum conhecimento sobre desenvolvimento e programação – ou seja, são simples de usar porém completas! O melhor de tudo é que você pode criar um sistema do seu jeito, totalmente online e não ter que se preocupar com gastos adicionais. Os planos da Rizer têm preços a partir de R$79,90/mês (e você tem 7 dias grátis para testar a nossa plataforma). Clique aqui no link a seguir para criar um sistema de gestão personalizado.

5. Site ok, sistema de gestão Rizer operando legal, automações que notificam todas as frentes de atuação do seu negócio (conforme desenhado no seu fluxograma) ok e boletos/faturas abaixo de R$200,00 (conforme modelos acima sugeridos) pagos? Então é hora de “dar cara” ao seu App!

6. Formalize o nome, crie a identidade e os textos técnicos para a divulgação do seu App;

7. Defina um plano de mídia inicial para a divulgação do mesmo e invista R$139,00 (ou mais de acordo com o seu poder de investimento) em anúncios de mídias digitais que sejam mais segmentadas para o seu público-alvo. Opte por mídias mais baratas e que ofereçam opções de lances mais em conta – Três dicas importantes aqui: caso seja você mesmo quem operará as mídias, faça do YouTube e do Ateliê Digital do Google as suas sala de aula favoritas antes de sair investindo; Considere as opções de divulgação via Google App Ads, Google Ads e anúncios em redes sociais; E não se esqueça de sempre separar um % de cada venda realizada para reverter para ações de marketing/mídia;

8. Crie um blog no seu e-commerce/site e escreva ao menos um texto por dia que incluam palavras-chaves relevantes para o seu negócio. Pesquise no Google sobre SEO e utilize o máximo de dicas que você aprender durante a sua pesquisa – este deve ser um trabalho contínuo em busca de “tráfego orgânico”;

9. Crie perfis nas principais redes sociais e comprometa-se em produzir conteúdo para as mesmas pelo menos 2 vezes por semana;

10. Formalize-se como microempreendedor individual (MEI) – organizar os aspectos jurídicos e fiscais da sua empresa é necessário! A contribuição mensal do MEI é de R$61,00 e o teto de faturamento para este ano é de R$130.000,00;

11. Caso opte por abrir uma empresa no sistema de tributação “Simples Nacional”, não se esqueça de que será necessário contratar um contador – o pessoal da Contabilizei ajuda bastante nesta hora e possuem planos mensais a partir de R$49,00;

12. Caso tenha optado por construir seu sistema de Gestão com a Rizer, crie seus próprios controles, dashboards e relatórios personalizados, em menos de cinco minutos em nossa plataforma. Caso não, pesquise sobre “como construir dashboards de desempenho no Google Data Studio (ferramenta gratuita do Google);

13. Pesquise tutoriais sobre como homologar o seu App em lojas online como Play Store, App Store, Microsoft Store, Chrome Web Store, Wix Marketplace, entre outros, e mãos à obra!

14. Inicie a divulgação, acompanhe os resultados e redesenhe o seu plano de mídia e fluxo de operações periodicamente.

 

Vamos fazer as contas? Quanto custa para criar um aplicativo e mantê-lo na ativa?

  • Construção de site e App via Wix ou Bagy: R$69,90 por mês;
  • Construção do seu sistema de gestão personalizado na Rizer (plano Profissinal): R$79,00 por mês
  • Mensalidade do MEI: R$61,00
  • Investimento em Mídias Pagas: R$139,00
  • Total de investimento: R$348,90

Como falamos no início deste artigo, desenvolver um aplicativo e monetizar a sua operação carece muito mais de tempo e dedicação do que de investimento, na fase inicial. Caso você se identifique com a proposta de trabalho detalhada acima, fique a vontade para utilizá-la como um guia – e conte com a Rizer para desenvolver o seu App dos sonhos – Converse com nossos especialistas!

 


Dê um Rizer nos seus projetos!

Nós da Rizer acreditamos que a Tecnologia e a Inteligência Artificial devem operar como parceiras de todo o empreendedor. E ser parceiro é ajudar com o que o outro lado não entende, oferecer preços justos e que permitam crescimento e, principalmente, não oferecer menos do que os softwares de gestão que custam milhares de dólares oferecem.

Por isso na nossa plataforma você pode criar um projeto completo e 100% do seu jeito, mesmo sem nunca ter construído um. Caso prefira, nosso time também poderá desenvolver a aplicação ideal para você ou sua empresa. Clique no link a seguir e crie o seu sistema de gestão de negócios personalizado – a gente te dá 7 dias grátis para você testar 😉

Bom desenvolvimento por aí e conte com a gente!

Dê um Rizer!

Deixe um comentário